Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, III CONGRESSO BRASILEIRO DE ESTUDOS DO LAZER | XVII Seminário Lazer em Debate

Tamanho da fonte: 
ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DAS ATIVIDADES CIENTÍFICAS DE PESQUISADORES DO ESTADO DE GOIÁS
Wilson Lino, Tiago Onofre, Gustavo de Oliveira Rodrigues, Tanisio Emanuel Neves de Aguiar

Última alteração: 2018-03-20

Resumo


Neste estudo procurou-se caracterizar as atividades acadêmico-científicas dos pesquisadores que atuam em IES no Estado de Goiás e que tematizaram as políticas públicas de esporte e lazer no período de 2006 a 2016. Para tanto, realizou-se estudo bibliométrico, materializado pelo “recenseamento das atividades científicas” (SILVA; HAYASHI, 2011). A consulta a plataforma e-Mec permitiu identificar cursos de Educação Física em funcionamento no Estado e, na sequência, os pesquisadores. Na Plataforma Lattes identificou-se o conjunto das atividades científicas desenvolvidas pelos mesmos, no período estudado. Para a catalogação e organização dos dados, visando arquivamento nominal e caracterização das atividades, utilizou-se planilhas do Microsoft Excel. Identificou-se 28 IES com 420 docentes, dos quais 31 possuem relação direta com o tema do estudo; 90% destes estão vinculados a Universidades Públicas, sendo 15 à UFG, 7 à UEG e 6 à UnB. Quanto a formação inicial notou-se que 97% é formado em Educação Física, e quanto a titulação: 26% pós-doutor(a), 35,5% doutor(a), 22,5 mestres, 13% especialistas e 4% graduado(a). Quanto a região da última titulação tem-se: 32,2% na região Centro-Oeste, 55,8% região Sudeste, 3% região Sul, 3% USA, 6% não informaram. Quanto as atividades científicas identificou-se: Participação em Eventos Científicos – 213; Organização de Eventos Científicos – 36; Artigos Publicados – 51; Livros Publicados, Organizados ou Edições – 11; Capítulos de Livros – 46; Trabalhos Completos Publicados em Anais de Congressos – 40; Resumos Publicados em Anais de Congressos – 20; Projetos de Pesquisa Concluídos e em Desenvolvimento – 77; Vínculos a Grupos de Pesquisa – 21. Observou-se que a atividade científica predominante foi a participação em eventos científicos, por meio de publicação e/ou organização. A publicação de artigos foi crescente no período, chegando a 1,6 artigos por docente, na média. Capítulos de livros e vínculo aos grupos de pesquisa, com desenvolvimento de projetos, também foram identificados. Identificou-se, ainda, que 19 dos 31 docentes são vinculada à Rede Cedes – Centros de Desenvolvimento de Esporte Recreativo e de Lazer, do Ministério do Esporte. Portanto, conclui-se que os eventos se configuram como um meio muito valorizado na divulgação científica neste subcampo da Educação Física, seguido pela publicação de artigos e capítulos de livros. Esse fenômeno também se manifesta em outras áreas do conhecimento, tais como as Engenharias, as Tecnologias, as Ciências Humanas e as Ciências Sociais. (ARBOIT; BUFREM, 2011, p. 208). Eles possibilitam o contato entre os pesquisadores da mesma área de conhecimento, estimula o compartilhamento de conhecimento e a criação de novas parcerias ou grupos. Sua dinâmica, distinta dos outros meios de comunicação científica, coloca-se como fundamental ao fortalecimento do subcampo Políticas Públicas. Os dados permitem inferir que 61% dos pesquisadores em políticas públicas de esporte e lazer do Estado de Goiás possuem vínculo com a Rede Cedes/ME, o que denota a importância dessa ação programática do Ministério do Esporte no desenvolvimento desse subcampo da Educação Física.

Palavras-chave


Pesquisa; Atividades Científicas; Políticas de Esporte e Lazer.