Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, III CONGRESSO BRASILEIRO DE ESTUDOS DO LAZER | XVII Seminário Lazer em Debate

Tamanho da fonte: 
LAZER E EDUCAÇÃO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR (BNCC)
CARLOS ALBERTO FONSECA, HÉLDER FERREIRA ISAYAMA

Última alteração: 2018-03-28

Resumo


Disciplinas como a arte, história, filosofia e sociologia parecem dialogar com momentos referentes às atividades de lazer dentro da escola. Entretanto, essa é uma percepção polêmica e que trás consigo uma ampla reflexão, pois observamos uma ausência de consenso entre a relação do lazer e a educação e, sobretudo de como ele deve ser desenvolvido na escola. Nessa perspectiva, uma compreensão mais clara das possibilidades de se trabalhar elementos ligados ao lazer dentro da escola não só na educação física, mas, também em outras áreas do conhecimento, nos levou a pesquisar documentos oficiais dentro da educação que pudessem dar luz a tal discussão com base em estudos realizados e debatidos sobre o tema. Especificamente, recorremos aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) e ao debate atual sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que se constituem no objeto de pesquisa desse estudo. A base que vem sendo debatida e construída desde o ano de 2015 produziu até o momento 3 (três) versões do documento, sendo a terceira, aprovada e homologada em dezembro de 2017, que também, como as versões anteriores contempla o lazer em seu texto base. Diante desses dados apontamos as seguintes questões: De que maneira o lazer é tratado nos documentos da BNCC? Em que áreas o lazer é abordado e de que forma? Existe diferença na compreensão sobre o lazer nas 03 (três) versões do documento? A partir da necessidade de ampliação da discussão do lugar do lazer na escola, destaca-se a relevância deste estudo ao trazer em destaque os textos da BNCC como documentos norteadores dessa pesquisa. O estudo se dedica a uma discussão sobre a Base Nacional que apresenta elementos que relacionam com o lazer citado em todas as versões do documento até o momento não só na educação física, mas em outras áreas do conhecimento como a geografia, história e artes. Para tal foram estabelecidos os seguintes objetivos: Descrever e analisar como o lazer é tratado nos documentos da BNCC, tendo em vista: Identificar quais áreas abordam o lazer. Identificar de que maneira essas áreas abordam o tema lazer e analisar qual enfoque tem o lazer nos documentos. Comparar a abordagem sobre o lazer nas versões publicadas sobre a BNCC. Essa pesquisa caracteriza-se como uma pesquisa exploratória de cunho qualitativo e utilizará a combinação das pesquisas bibliográfica e a análise documental. Os documentos a serem analisados nesta pesquisa estão disponíveis na base eletrônica do Ministério da Educação (MEC). Serão analisadas as três versões da (BNCC), onde serão avaliados os seguintes elementos: Contexto histórico em que os documentos foram produzidos, (cenário político, econômico e social); Autores: Profissionais e pessoas envolvidas na elaboração do documento em diferentes ocasiões; Interesses: Órgãos institucionais, profissionais da educação e sociedade; Confiabilidade: grau de fidelidade de uma informação em relação ao original, texto base. Após a coleta, os dados serão analisados por meio da técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin (2010). Como resultados preliminares identificamos a frequência com que o Lazer aparece nas 3 (três) versões da (BNCC) e nesse sentido, o termo é citado 11 (onze) vezes na primeira versão, 27 (vinte e sete) vezes na segunda versão e 15 (quinze) vezes na terceira versão. O Lazer aparece citado em textos de diferentes áreas do conhecimento como: Geografia, educação física, arte, história, filosofia e sociologia, indicando o caráter multidisciplinar que o lazer assume, também, dentro do contexto escolar.

Palavras-chave


Educação, atividades de lazer, currículo.