Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, VI Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
A narrativa como perspectiva teórico-metodológica de investigação do Estágio Supervisionado do curso de Licenciatura em Educação Física
Silvane Fensterseifer Isse

Última alteração: 2012-08-06

Resumo


Este texto apresenta aspectos teóricos sobre a narrativa, perspectiva teórico-metodológica do projeto de tese de doutorado aprovado pelo PPGCMH, da UFRGS, o qual tem como objetivo compreender de que forma as aprendizagens, sentidos, percepções, memórias da formação inicial afetam as práticas docentes realizadas por estudantes-estagiários no Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física. Apresenta a narrativa como escrita biográfica, a qual permite que, aquele que narra, dê sentido, compreenda significados atribuídos às diferentes experiências vividas e se reinvente. O narrador, nesse sentido, torna-se sujeito da reflexão, protagonista de sua formação. Propõe que nossas memórias estão marcadas em nosso corpo, nossos afetos, nossos pensamentos e nossas relações e que lembrar é dispor-se à recriação da vida e das relações sociais, já que o ato de narrar nos faz problematizar nossas escolhas, nossas adesões ou nossas resistências. Narração é movimento, transitoriedade, mutabilidade, ser em processo. A centralidade da pesquisa que utiliza as narrativas não está no conhecimento das coisas, mas no conhecimento das pessoas. Cabe ao investigador criar oportunidades, projetar tempos, espaços, estratégias para o exercício de narrar/refletir/problematizar/articular as experiências, que são ao mesmo tempo individuais e coletivas.

Palavras-chave


Narrativa; Sentidos; Recriação

Texto completo: anais