Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, VI Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
A RUA, O BOSQUE E A LINHA DO TREM: POSSIBILIDADES DE VIVÊNCIA DO LAZER NA INFÂNCIA EM MEIO A VULNERABILIDADE SOCIAL
Aline Tschoke, Simone Rechia

Última alteração: 2012-08-17

Resumo


Este estudo buscou analisar como os espaços públicos diferenciados, além do escolar e das praças e em diferentes contextos sociais atendem a necessidade infantil de experienciar a dimensão lúdica de forma plena, aqui especificamente no bairro Uberaba na periferia da cidade de Curitiba – Paraná - Brasil. Esta pesquisa foi realizada de forma qualitativa, para tanto foram utilizados os seguintes procedimentos metodológicos: aplicação de protocolos, observações, entrevistas com lideranças locais e análise interpretativa. Destaca-se, nas ruas o surgimento do carrinho de rolimã simultaneamente a pavimentação e a prática do futebol; na linha do trem, a convivência do risco e do lúdico e o território da pipa; e no bosque o esforço dos grupos de crianças para uma (re) apropriação do espaço frente a insegurança gerada pelo vazio. Em síntese, foi possível considerar os espaços da rua, da linha do trem e do bosque como lugares para a vivência do lazer infantil, devido aos sentidos e significados atribuídos a partir da apropriação observada.

Palavras-chave


cidade, lazer, espaço, infância, periferia.

Texto completo: anais