Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, VI Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
O Skate em Rio Grande/RS: rascunhos de uma história oral
Juliana Cotting Teixeira, Jones Mendes Correia, Gustavo da Silva Freitas

Última alteração: 2012-08-05

Resumo


A prática do skate tem protagonizado uma recente tendência em produzir estudos acadêmicos sobre si, em diferentes perspectivas teóricas e temáticas. Não somente constituinte desse conjunto de saberes científicos, o skate é alvo de investimentos de veículos midiáticos, publicidades e produções culturais. Nesse universo, essa prática tem aparecido historicamente de forma configurada, na direção de sua consolidação como um Esporte, ou um Esporte Radical. Instigados com esse cenário que situa o skate-esporte como uma disposição majoritária na virada do século, que visamos empreender esse estudo empenhado em construir outras narrativas a essa prática, àquelas ainda não contempladas por uma rede de saberes que vem produzindo o skate. O comprometimento com a descontinuidade, o cotidiano e o imprevisível nas histórias do skate, sobretudo, à sua manifestação na cidade de Rio grande/RS, nos remeteu ao encontro com a história oral de Portelli (2010, 2004) e Bom Meihy e Holanda (2007) como postura metodológica, visto que a oralidade possibilita a construção de eventos memoráveis ao sujeito, muitas vezes não dispostos em outra forma de registro. Nesse momento, trazemos as primeiras pistas acerca de algumas memórias do skate em Rio Grande através do olhar de um skatista local.

Palavras-chave


Skate, Memória, Rio Grande

Texto completo: anais