Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, VII Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
AMBIENTE, ESPAÇO E RELAÇÃO: UM ESTUDO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Derli Juliano Neuenfeldt, Jacqueline Silva da Silva, Mateus Lorenzon, Tania Micheline Miorando, Rogério José Schuck

Última alteração: 2014-09-18

Resumo


Esta pesquisa qualitativa teve como objetivo investigar como o princípio “Ambiente, espaço e relação”, próprio do Planejamento no Enfoque Emergente, se manifesta na prática pedagógica cotidiana de seis professores que atuam no Primeiro Ano do Ensino Fundamental de Nove Anos, das três redes de ensino do município de Lajeado/RS. As informações foram coletadas mediante a realização de entrevista semiestruturada, observações da prática pedagógica de cada professor e registros fotográficos. As informações obtidas foram analisadas conforme a técnica “análise de conteúdo” (BARDIN, 1977). Constatou-se que, em relação ao mobiliário das salas de aula há grande semelhança entre as salas dos seis professores investigados e seus rituais pedagógicos. Percebemos uma desvalorização aos espaços externos à sala de aula, principalmente àqueles que se referem aos pátios e locais de interação das crianças. Embora na perspectiva de trabalho na abordagem emergente, em que há uma valorização de espaços internos e externos à sala de aula, e os professores se proporem a planificar por essa orientação, a organização de uma escola do movimento, ao buscar estratégias que possibilitem a ação ativa das crianças ou o protagonismo infantil, ainda é muito pouco percebida

Texto completo: PDF