Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, IV Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
RECURSOS ESTATAIS E O ESPORTE OLÍMPICO: CONSIDERAÇÕES SOBRE AS INTER-RELAÇÕES COB E GOVERNO FEDERAL NO CONTEXTO BRASILEIRO.
Bárbara Schausteck de Almeida, Ricardo João Sonoda Nunes, Wanderley Marchi Júnior

Prédio: Auditório Jean Jacques Rousseau
Sala: Sala 05
Data: 2008-09-21 06:00  – 06:30
Última alteração: 2008-09-29

Resumo


 

Resumo

Após a realização dos XV Jogos Pan-Americanos Rio 2007, fez-se inúmeros questionamentos sobre o financiamento do esporte no Brasil. Eventos multi-esportivos têm sido a evidência do fenômeno do esporte-espetáculo, porém, o financiamento dele no país parece ainda não ter se inserido no contexto mundial do marketing e gestão esportiva, em que se destacam o profissionalismo e os altos investimentos privados. Na tentativa dessa compreensão, o presente trabalho apresenta-se como proposta de estudo das fontes de recursos do Comitê Olímpico Brasileiro e sua forte relação com instâncias públicas sob o viés sociológico, o que poderá indicar algumas dessas respostas.

 

 

Abstract

After the XV Panamerican Games Rio 2007, many questions emerged about the sport financing in Brazil. Multi-sportive events are an evidence of the sport spectacle phenomenon but its financing in Brazil does not seem inserted at international context of sports marketing and managing, where there is professionalism and higher private investment. Searching this comprehension, this paper sheet is a proposal of a sociological study about sources of Brazilian Olympic Committee and its strong relation with public institutions, where some answers can be developed.


Palavras-chave


Financiamento; Esporte olímpico brasileiro

Texto completo: PDF