Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, XVI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e III Congresso Internacional de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
ASSOCIAÇÃO ENTRE PREVALÊNCIA DE INATIVIDADE FÍSICA E VARIÁVEIS METABÓLICAS EM TRABALHADORAS DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA
Rogério Tosta de Almeida, Maura Maria Guimarães de Almeida, Tânia Maria Araújo

Última alteração: 2009-08-24

Resumo


Este estudo transversal com 344 funcionárias (39,03±10,54 anos de idade) de uma universidade pública em Feira de Santana-Bahia-Brasil objetivou analisar a associação entre inatividade física (INAF) e variáveis metabólicas (Colesterol Total (CT), HDL-C, LDL-C, Triglicérides e Glicemia). A frequência de INAF foi de 78,2%. A INAF foi mais prevalente entre as trabalhadoras que tinham CT, LDL-C e glicemia altos, RP de 1,37 (IC95%: 0,75-2,48), 1,27 (IC95%: 0,79-2,05) e 1,56 (IC95%: 0,62-3,90), respectivamente. Apesar das associações analisadas não apresentarem significância estatística, os resultados apontaram tendência das mulheres inativas fisicamente apresentarem valores metabólicos mais favoráveis ao surgimento de doenças cardiovasculares.


Palavras-chave


Prevalência, atividade física, saúde do trabalhador, mulheres.

Texto completo: PDF