Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Congresso Internacional de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA OS CURSOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: FRONTEIRAS ENTRE ORIENTAÇÕES E APRISIONAMENTOS LEGAIS
Zenólia Campos Figueiredo, Fabíola Borel Marques

Última alteração: 2013-06-21

Resumo


Investiga como um currículo prescrito de formação de professores de educação física interpreta as diretrizes curriculares nacionais. Analisa o currículo de uma instituição pública, focando: conhecimento profissional; desenvolvimento da autonomia; disciplinaridade e interdisciplinaridade; formação comum e específica; conhecimentos ensinados; conhecimentos filosóficos, educacionais e pedagógicos; teoria e prática; carga horária dos cursos. Conclui que há potenciais orientações: docência como base da formação; flexibilização da organização curricular; ampliação de carga horária nos estágios supervisionados e prática de ensino. Há potenciais aprisionamentos: noção linear de competência; indicação metodológica de que a aprendizagem deverá ser orientada pela “ação-reflexão-ação.”

Palavras-chave


Educação Física; Diretrizes Curriculares; Formação Docente

Texto completo: PDF