Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Congresso Internacional de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
TORNANDO-SE PROFESSOR E PROFESSORA DE GYMNASTICA: PERCURSOS NO ENSINO NORMAL EM MINAS GERAIS (1890-1898)
Andrea Moreno, Anna Luiza Ferreira Romão, Pedro Luiz da Costa Cabral, Ramona Mendes Fontoura de Morais, Gyna de Ávila Fernandes, Cristiane Oliveira Pisani Martini

Última alteração: 2013-07-06

Resumo


Qual o percurso traçado pelos sujeitos para se tornarem professores da cadeira de Gymnastica? Quem são os sujeitos envolvidos com o seu ensino? Como aconteciam os exames de provimento da cadeira? Estas são perguntas que norteiam o trabalho, cujo objetivo mais amplo é perceber, a partir da legislação, dos programas de ensino, de pontos de provas, de atas de exames e de relatórios, como, pouco a pouco, a Gymnastica vai sendo forjada no e pelo ensino normal. Particularmente, interessa-nos reconhecer os sujeitos e suas trajetórias até se tornarem professores da cadeira. Ponderamos ainda que o percurso da cadeira de Gymnastica na formação de professores em Minas Gerais – seu enraizamento e sua afirmação – foi um processo complexo, do qual professores tiveram um papel fundamental.

Texto publicado na íntegra como suplemento da RBCE:
http://rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE

Palavras-chave


Gymnastica; Ensino Normal; Formação de professores; História das disciplinas.