Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, XIX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VI Congresso Internacional de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
A ATUAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA NOS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ÁLCOOL E DROGAS
Gelsimar José Machado, Liana Abrão Romera

Última alteração: 2015-07-07

Resumo


A presente pesquisa teve por objetivo conhecer e analisar a atuação dos professores de Educação Física em Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPSad) localizados na região da Grande Vitória, Espírito Santo. A pesquisa exploratória de cunho qualitativo adotou como técnica a observação participante e entrevista semiestruturada com os professores de Educação Física e demais trabalhadores da saúde da equipe multidisciplinar. A pesquisa traz como resultado diversas funções desempenhadas pelos professores, e não somente as intervenções ligadas à formação acadêmica. É necessário estar flexível às características que este campo de trabalho promove, bem como para as necessidades dos usuários.

Palavras-chave


Professor; Educação Física; CAPSad

Referências


ABIB, L. T. et al. Práticas corporais em cena na saúde mental: potencialidades de uma oficina de futebol em um Centro de Atenção Psicossocial de Porto Alegre. Pensar a Prática. Goiânia, v. 13, n. 2, p. 1-15, maio/ago. 2010.

ALVES, G. S. L.; ARAÚJO, R. B. A utilização dos jogos cooperativos no tratamento de dependentes de crack internados em uma unidade de desintoxicação. Revista Brasileira Medicina do Esporte – Vol. 18, Nº 2 – Mar/Abr, 2012.

AMARANTE, P. Loucura, cultura e subjetividade: Conceitos e estratégias, percursos e atores da Reforma Psiquiátrica Brasileira. In: FLEURY, S. (Org.). Saúde e democracia: a luta do CEBES. São Paulo: Lemos Editorial, 1997, p. 163-186.

______. Rumo ao fim dos manicômios. Revista Mente & Cérebro, 164, p. 30-35. 2006.

ANJOS, T. C.; DUARTE, A. C. G. O. A Educação Física e a Estratégia de Saúde da Família: formação e atuação profissional. Physis Revista de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, 19 [4]: p. 1127-1144, 2009.

BAGRICHEVSKY, M. A formação profissional em educação física enseja perspectivas (críticas) para atuação na saúde coletiva? In: FRAGA, A. B; WACHS, F. (Orgs.). Educação física e saúde coletiva: políticas de formação e perspectivas de intervenção. Porto Alegre: UFRGS, 2007, p. 33-45.

BERGERON, H. Sociologia da Droga. São Paulo: Ideias e Letras, 2012.

BILIBIO, L. F. S.; DAMICO, J. G. S. Carta a um jovem professor. Cadernos de Formação RBCE – v. 2, n. 2 (2009) – Florianópolis: CBCE e Editora Tribo da Ilha, 2011.

BILIBIO, L. F. S. Esquecimento ativo e práticas corporais em saúde. In: FRAGA, A. B.; CARVALHO, Y. M. de; GOMES, I. M. (Orgs.). As práticas corporais no campo da saúde. São Paulo: Hucitec, 2013, p. 117-138.

BRASIL. Portaria GM nº 336, de 19 de fevereiro de 2002. Estabelece os Centros de Atenção Psicossocial e suas modalidades. Brasília: Ministério da Saúde, 2002.

BRASIL. Saúde mental no SUS: Os Centros de Atenção Psicossocial. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL. Reforma Psiquiátrica e política de saúde no Brasil. Conferência Regional de Reforma dos Serviços de Saúde Mental: 15 anos depois de Caracas. Brasília: Ministério da Saúde, 2005.

BRUGNEROTTO, F.; SIMÕES, R. Caracterização dos currículos de formação profissional em Educação Física: um enfoque sobre saúde. Physis Revista de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, 19 [1]: 149-172, 2009.

CARVALHO, Y. M. Atividade física e saúde: onde está e quem é o “sujeito” da relação? Revista Brasileira Ciência do Esporte, v. 22, n. 2, p. 9-21, jan. 2001.

______. Promoção da Saúde, Práticas Corporais e Atenção Básica. Revista Brasileira Saúde da Família. Brasília, Ministério da Saúde, 2006, p. 33-45.

FERLA, A. A; BUENO, A.; SOUZA, R. Educação Física e Saúde Coletiva: o que pode a ideia de integralidade na produção de mudanças no trabalho e na educação dos profissionais. In: FRAGA, A. B.; CARVALHO, Y. M. de; GOMES, I. M. (Orgs.). As práticas corporais no campo da saúde. São Paulo: Hucitec, 2013, p.198-226.

FERREIRA, L. A. S. O trabalho da Educação Física na composição de equipe de saúde mental especializada em álcool e outras drogas. Dissertação (Mestrado) – Escola de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, UFRGS, Porto Alegre, RS. 2013

MACHADO, A. R. Uso prejudicial e dependência de álcool e outras drogas na agenda da saúde pública: um estudo sobre o processo de constituição da política pública de saúde do Brasil para usuários de álcool e outras drogas. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Medicina. 2006.

MEDINA, M. G.; NERY FILHO, A.; FLACH, P. M. V. Políticas de prevenção e cuidado ao usuário de substâncias psicoativas. In: PAIM, J. S.; ALMEIDA-FILHO, N. Saúde Coletiva: teoria e prática. 2014, p.479-500.

MENEZES, L. E. C. A inserção da Educação Física na equipe multiprofissional do CAPSi Casa Melodia em Porto Alegre. 2010. 35 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Escola de Educação Física. UFRGS, Porto Alegre, 2010.

MERHY, E. E.; ONOCKO, R. (Orgs.). Agir em saúde: um desafio para o público. São Paulo. Hucitec, 1997.

OTSUKA, E. A inserção de atividades de lazer no cotidiano de usuários de serviços de saúde mental: a experiência da Copa da Inclusão. Dissertação (Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Psicologia) – Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009.

ROBLE, O. J.; MOREIRA, M. I. B.; SCAGLIUSI, F. B. A educação física na saúde mental: construindo uma formação na perspectiva interdisciplinar. Interface - Comunicação Saúde Educação. v.16, n.41, p.567-77, abr./jun. 2012.

SANTOS, J. A. T.; OLIVEIRA, M. L. F. Políticas públicas sobre álcool e outras drogas: breve resgate histórico. Saúde e Transformação Social. Florianópolis, v.4, n.1, p.82-89, 2013.

TENÓRIO, F. A Reforma Psiquiátrica Brasileira, da década de 1980 aos dias atuais: história e conceito. História, Ciências, Saúde. Manguinhos, Rio de Janeiro, vol. 9(1):25-59, jan.-abr. 2002.

WACHS, F. Educação Física e saúde mental: uma prática de cuidado emergente em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). 2008. 147 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Educação Física, Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, UFRGS, Porto Alegre, 2008.

WACHS, F.; FRAGA, A. B. Educação Física em Centros de Atenção Psicossocial. Revista Brasileira Ciência do Esporte. Campinas, v. 31, n. 1, p. 93–107, setembro 2009.