Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, XIX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VI Congresso Internacional de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
Percepções sobre a capacidade de ensino no fitness
Keila Michelly Sachimbombo, Roraima Costa Filho, Roberto Tadeu Iaochite

Última alteração: 2015-07-05

Resumo


Esta pesquisa de natureza qualitativa, teve objetivou conhecer as percepções dos profissionais que atuam no contexto fitness sobre suas próprias capacidades para ensinar, e identificar a que os profissionais atribuem à origem dessa capacidade. Trata-se de um estudo descritivo que adotou como técnica de coleta de dados a entrevista semiestruturada. Participaram desse estudo seis profissionais iniciantes e experientes, que se perceberam capazes de ensinar ginástica em diferentes realidade. Em relação a construção dessa capacidade, indicou-se a experiência direta, a persuasão social e os estados fisiológicos e afetivos emergente da experiência de ensino. Entretanto, o papel da formação inicial/continuada, assim como as experiências referentes a esse período foram silenciadas. Considera-se investigar como as questões das crenças nas capacidades pessoais têm sido evidenciadas na preparação profissional do bacharelado.

Palavras-chave


Autoeficácia; Fitness; Educação Física.

Referências


BANDURA, A. Self-efficacy: The exercise of control. New York: Freeman, 1997.
IHRSA LATIN AMERICA REPORT. Dimensão e abrangência dos principais mercados de academias: relatório do mercado latino americano de academias. INTERNATIONAL HEALTH, RACQUET & SPORTSCLUB ASSOCIATION, Boston, 2012.
ROSSI, F.; HUNGER D. Formação acadêmica em Educação Física e intervenção profissional em academias de ginástica. Motriz, Rio Claro, v.14, n.4, p.440-451, 2008.
SORIANO, J. B, WINTERSTEIN, P. J. Limites e desafios para o estudo da intervenção profissional em educação física a partir da noção de competência. Movimento, Porto Alegre, v.12, n. 01, p. 175-195, janeiro/abril de 2006.
VERENGUER, R.C. et al. Mercado de trabalho em Educação Física: significado da intervenção profissional em academia de ginástica. Motriz, Rio Claro, v.14 n.4, p.452-461, 2008.

Texto completo: PDF